13 itens para saber, antes de financiar seu imóvel

13-itens-para-saber-antes-de-financiar-seu-imovel-d3d339ac284bd31c2819b94a8891f2b9-1510619559

Adquirir a casa própria é o sonho de grande parte da população brasileira, mas nem sempre é possível dispor de grandes quantias de dinheiro para fazer isso à vista, e uma boa alternativa é então fazer um financiamento para a compra do imóvel. Aqui você encontrará uma lista com 13 das dúvidas mais frequentes, que são importantes saber as respostas, antes de tomar a decisão por um financiamento imobiliário.

1 - Taxa de juros, entenda como funciona:

A taxa é estabelecida em função do valor do imóvel e da renda do comprador. Cada instituição bancária define um limite máximo financiável para o valor do imóvel que é estabelecido ao ser feita a análise da renda do comprador. Essas taxas podem variar entre 4,5 a 14% ao ano, taxas mais baixas podem sem encontradas em imóveis que se enquadram em programas sociais governamentais, como o Minha Casa Minha Vida.

2 - FGTS: Como posso utilizá-lo no financiamento do meu imóvel?

O FGTS pode ser utilizado em diferentes situações, como: adquirir o imóvel próprio, pagar prestações, amortizar ou quitar o saldo devedor do financiamento.

3 – Percentual financiável pelos bancos:

Uma questão que surge quando se começa a estudar as melhores formas de financiar o imóvel é até quanto por cento do imóvel as instituições bancárias liberam financiamento. Alguns bancos chegam a oferecer linhas de crédito de até 90% inclusive para imóveis do programa Minha Casa Minha Vida, então fazer essa pesquisa é fundamental.

4 – As parcelas x A renda:

O parcelamento também é feito com base na renda, já que as instituições apenas concedem crédito que não comprometa mais que 30% da renda familiar por parcela mensal.

5 – Agregando pessoas na elaboração da renda familiar:

Além do comprador, a base de cálculo da renda familiar ainda pode ser composta por mais duas pessoas, desde que tenham parentesco de primeiro grau comprovado com o comprador.

6 – Contrato assinado. Devo me preocupar com variações nas taxas de juros?

As taxas de juros, após estabelecido o contrato não podem variar de forma alguma nem para mais nem para menos.

7 – Renegociação durante o financiamento: como pode ser feito?

Duas situações podem ocorrer nesse sentido, a primeira e mais recomendada é, o comprador amortizar parte do saldo devedor e com isso diminuir o número de parcelas, ou, o segundo caso e menos comum de acontecer, manter o mesmo número de parcelas e diminuir o valor de cada parcela. Para decidir sobre isso, converse com o seu gerente e conheça as políticas do seu banco.

8 – Financiar pela construtora x Financiar pelo banco:

Normalmente, as construtoras não cobram juros sobre o valor financiado durante o período da construção, mas em contrapartida, cobra uma taxa de obra que vai aumentando conforme a evolução da mesma, essa taxa é atualizada pela variação do Índice Nacional de Custos da Construção (INCC). Depois de concluída a construção do imóvel é que são aplicados os juros e mais uma atualização regida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), os prazos de financiamentos das construtoras também são menores em relação aos bancos e variam de 60 à 96 meses.

Os bancos podem ser contratados tanto com o imóvel em construção quanto com ele já pronto. Os bancos cobram a taxa normal de juros e um acréscimo referente à Taxa Referencial (TR) que é o mesmo índice utilizado para corrigir cadernetas de poupança, esse índice é hoje menor que o IGP-M e os prazos para quitação de financiamentos via instituições bancárias chegam a 420 meses.

9 – Como proceder, caso tenha feito financiamento pela construtora e ela falir durante o prazo do pagamento?

Essa é uma situação não tão comum de acontecer, mas que deve ser sim levada em consideração, por isso, antes de fechar negócio com a construtora, certifique-se que o empreendimento tenha um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), separado da construtora, isso garantirá que o empreendimento não sofra perdas devido à falência da construtora, procure também, ao estabelecer os detalhes do contrato, adicionar um seguro. E caso ocorra algum tipo de percalço com a construtora, procure imediatamente um órgão de defesa do consumidor e um advogado.

10 -  Condições mínimas para o financiamento imobiliário:

Independentemente de ser um financiamento pelo banco ou por construtora, existem regras comuns, que são: O financiador deve ter no mínimo 18 anos de idade, não ter restrições no nome junto a empresas de proteção ao crédito e comprovar renda suficiente que permita o pagamento das prestações, que devem significar no máximo 30% do valor da renda, como já dito anteriormente. As instituições podem fazer outras exigências, por isso, pesquise todas.

11 – O que acontece se o cliente deixa de pagar as parcelas?

Se por algum motivo, a parcela não puder ser paga na data pré-estabelecida, o cliente deve notificar a instituição credora e já agendar uma nova data para quitação sem comprometer o pagamento das próximas parcelas. Caso se acumulem 3 parcelas sem pagamento, o banco ou a construtora podem tomar o imóvel, inclusive de forma extrajudicial.

12 – Quitando o financiamento antes do prazo:

Se existe a possibilidade de quitar o financiamento, ou quitar parte da dívida durante o pagamento das parcelas, o melhor a se fazer é buscar solicitar junto a instituição credora o menor valor para pagamento e fazê-lo no menor tempo. 

13 – Financiamento pelo programa Minha Casa Minha Vida:

O programa governamental que visa fomentar a compra da casa própria no Brasil, foi criado para atender uma parcela da população que possuem renda familiar entre 1 a 10 salários mínimos. São quatro possíveis faixas de financiamento:  Faixa 1 - renda familiar até R$ 1,8 mil;  Faixa 1,5 - renda familiar até 2,6 mil; Faixa 2 - renda familiar entre R$ 2,6 mil – R$ 4 mil e  Faixa 3 - renda familiar acima de R$ 4 mil até R$ 9 mil .

Para se candidatar a esse tipo de financiamento, o interessado não pode ter nenhum outro imóvel quitado nem outro tipo de financiamento em andamento.
Você pode conferir mais informações sobre o programa, realizando o download do material que produzimos contendo TUDO SOBRE O MINHA CASA MINHA VIDA! É gratuito.

 

Pesquisar, conhecer as linhas de crédito disponíveis no mercado e traçar um bom planejamento financeiro são a chave para uma compra bem sucedida do seu imóvel e claro, procure o auxílio de um profissional que poderá te direcionar nessas decisões.

Deixe seu comentário

Pesquisar no blog

Inscreva-se em nossa newsletter

Preencha o formulário abaixo e receba nossas novidades diretamente em seu email.

× Você preencheu algum(s) campo(s) incorretamente. Por favor confira seus dados.
× Seus dados foram enviados com sucesso! Retornaremos seu contato em breve.

(62) 3702-4700

Whatsapp

Siga-nos nas Redes Sociais

Você pode se interessar: